Campeonato de Portugal de Karting com ‘casa cheia’ em Viana do Castelo

O Campeonato de Portugal de Karting arrancou este fim de semana no Kartódromo de Viana do Castelo, circuito que já havia recebido a primeira competição oficial da época, o Open de Portugal. Desta vez, um total de 95 pilotos alinharam na prova organizada pelo Clube Automóvel do Minho, num início de campeonato que fez lembrar o fulgor de outros tempos e que ficou marcado por corridas emotivas. Saiba quem foram os vencedores.

Ferreira, Teixeira, Barros e Fernandes vencem nas categorias Shifter.

 

Tal como no Open de Portugal, as categorias X30 Shifter e X30 Super Shifter partilharam a mesma grelha na primeira prova do Campeonato de Portugal de Karting, contemplando um total de quatro classes: Júnior (dos 15 aos 17 anos de idade), Sénior (dos 18 aos 31), Master (dos 32 aos 45) e Gentleman (com mais de 45 anos).

Nos treinos cronometrados, o mais rápido na classe Júnior e também à geral foi Rodrigo Ferreira (Praga), com o registo de 42,963s, apesar de ter sido obrigado a trocar de motor (gripado) a poucos minutos do início da sessão. Na Sénior, o mais forte a abrir foi Hugo Marreiros (DR), com o ‘crono’ de 43,108s.

Joel Magalhães (Birel ART), com o tempo de 43,129s, foi o mais rápido nos treinos cronometrados da X30 Super Shifter e da classe Master, enquanto na Gentleman o mais forte foi Ilídio Fernandes (Sodikart), ao rodar em 43,640s.

Na primeira manga de qualificação, Hugo Marreiros com um bom arranque colocou-se na frente até a corrida ser interrompida devido a um incidente com Pedro Oliveira (Kosmic), sem consequências de maior. Na nova largada, Marreiros voltou a ser o mais rápido mas Rodrigo Ferreira – que havia caído para a quarta posição na partida –, fez uma excelente recuperação e bateu toda a concorrência à geral na X30 Shifter, vencendo também na classe Júnior. Hugo Marreiros terminou logo a seguir e triunfou na classe Sénior, na frente de Miguel Ramos (CRG).

Na X30 Super Shifter, Joel Magalhães levou a melhor sobre João Barros (Birel Art) na luta pela vitória na Master e Ilídio Fernandes impôs-se na classe Gentleman.

Na segunda manga de qualificação – com uma partida atribulada em que Tiago Teixeira (Birel Art) e João Pedro Cunha (Sodikart) foram logo forçados a abandonar, assim como Vasco Lázaro (CRG) e João Barros (Birel Art) mais tarde –, Hugo Marreiros venceu à geral na X30 Shifter e na classe Sénior, Rodrigo Ferreira triunfou na Júnior, enquanto que Joel Magalhães voltou a impor-se na X30 Super Shifter Master e Ilídio Fernandes na Gentleman.

Na Final, disputada em 15 voltas ao traçado vianense de 1.107 metros, Rodrigo Ferreira largou da pole-position mas foi Hugo Marreiros a colocar-se na frente da corrida. Contudo, o piloto do Porto recuperou rapidamente a liderança antes da primeira passagem pela meta, seguindo-se de Hugo Marreiros, Miguel Ramos, João Barros, Joel Magalhães e Ilídio Fernandes.

Rodrigo Ferreira não mais cedeu o comando e festejou a vitória à geral na X30 Shifter e na classe Júnior. João Barros foi o segundo a cruzar a meta e triunfou à geral na X30 Super Shifter e na classe Master, enquanto Tiago Teixeira (Birel Art) superou Hugo Marreiros na última volta e venceu a classe Sénior.

Joel Magalhães fechou o top-5 (segundo na Master), na frente de Miguel Ramos (terceiro na Sénior) e de Duarte Mano (CRG) que foi o quarto classificado na Sénior.

Ilídio Fernandes terminou na oitava posição e venceu a classe Gentleman, na frente de Pedro Oliveira (terceiro Master).

Ana Rita Teixeira (CRG) – que só alinhou na segunda manga devido a um toque na primeira – encerrou o top-10 da Final e foi quinta classificada na classe Sénior.

João Pedro Cunha, que também foi forçado a abandonar logo após a partida da segunda manga de qualificação, terminou no 11º lugar e foi o sexto posicionado na Sénior.

O regressado Vasco Lázaro (CRG), igualmente obrigado a desistir na segunda manga de qualificação, foi 12º classificado e quarto na Master, seguindo-se Manuel Ramos (CRG), vencedor na classe Gentleman e que também enfrentou uma manga atribulada.

Paulo Martins (Sodikart) não foi muito feliz nesta jornada inaugural, sendo quinto posicionado na Master, assim como João Paulo Cunha (Sodikart) e João Dias (Kart Republic), pilotos que garantiram as terceira e quarta posições, respetivamente, na Gentleman.

Regresso triunfal de Ricardo Borges na X30 Sénior

A categoria X30 Sénior teve 11 participantes na abertura do campeonato, em Viana do Castelo, num pelotão onde se registava o regresso à competição de Ricardo Borges (chassis Kart Republic). O piloto da Maia viria mesmo a ser um dos protagonistas do fim de semana mas o melhor tempo nos treinos cronometrados foi obtido pelo recente vencedor do Open de Portugal, Guilherme Gusmão (Exprit), com a marca de 44,740s.

Na primeira manga de qualificação, Ricardo Borges começou a mostrar que era um forte candidato à vitória final e venceu essa corrida, na frente de Alexandre Areia (Kart Republic) e de Guilherme Gusmão. Na segunda manga, inverteram-se as duas primeiras posições, já que Alexandre Areia arrancou bem e conseguiu colocar-se na frente de Ricardo Borges, com os dois pilotos a rodarem juntos durante praticamente toda a corrida, vindo a terminar na frente de Guilherme Gusmão, Álvaro Montenegro (Tonykart), João Galveias (Tonykart) e Noah da Silva (DR), que obteve a melhor volta da segunda manga.

Na Final, disputada com a pista molhada, Ricardo Borges não deu hipótese à concorrência e dominou a corrida decisiva, registando a volta mais rápida e vencendo com uma vantagem confortável para Alexandre Areia, que assinou um positivo regresso ao CPK depois de ter disputado as competições Rotax em 2017, e Guilherme Gusmão, que também começou a época do CPK no pódio. João Galveias foi o terceiro a cortar a linha de meta mas viria a ser excluído do evento devido a irregularidades no seu kart, tal como Álvaro Montenegro e Luís Caetano (Madcroc). João Vairinhos (Praga) ascendeu ao quarto lugar, na frente de Lourenço Mendes (FA) e Noah da Silva, que terminaram praticamente colados no quinto e sexto lugares, enquanto João Ferreirinha (Sodi) e Manuel Leão (FA) encerraram o top 8 na classificação final.

Guilherme de Oliveira entra a ganhar na Júnior

A categoria Júnior teve o maior pelotão neste arranque do Campeonato de Portugal de Karting, com um total de 21 pilotos – e vários candidatos naturais aos lugares do pódio – a configurarem um excelente fim de semana em Viana do Castelo.

Campeão nacional em título e recente vencedor do Open de Portugal, Guilherme de Oliveira (Tonykart) começou por estabelecer o melhor tempo nos treinos cronometrados, ao rodar em 45,670s, embora os sete primeiros na qualificação tenham ficado separados por escassos 0,236s.

Nas duas mangas de qualificação, o piloto de Vila Nova de Gaia confirmou o favoritismo e não deu hipótese à concorrência, com Frederico Peters (Kart Republic) a terminar atrás de Guilherme de Oliveira em ambas as corridas. Rodrigo Leitão (Tonykart) ainda cortou a meta no terceiro lugar na manga inicial, mas seria desclassificado devido a irregularidade técnica, promovendo Mariana Machado (Praga) ao terceiro posto (com a melhor volta), resultado que a piloto de Vila Verde viria a repetir na segunda manga.

O somatório destes resultados deu a pole position para a Final a Guilherme de Oliveira, que partilhava a primeira linha da grelha com Frederico Peters. Só que o aparecimento da chuva acabou por transformar a correlação de forças na corrida decisiva e, depois de uma partida abortada, Afonso Ferreira (Tonykart) saltou para a liderança no segundo arranque, vindo do sétimo lugar da grelha. O piloto de Braga, que teve duas mangas atribuladas (sétimo e oitavo), foi o primeiro a cortar a linha de meta mas foi excluído do evento após as verificações técnicas, devido à posição das rodas do seu kart. Assim, Guilherme de Oliveira iniciou a defesa do seu título com uma vitória, continuando em excelente momento de forma depois de já se ter destacado em outras competições este ano.

Frederico Peters garantiu o segundo lugar na Final, após suster a aproximação de Zdenek Chovanec (Tonykart), jovem checo que também conseguiu subir ao pódio. Henrique Cruz (CRG) foi o quarto classificado em Viana do Castelo, depois de já ter obtido um top 5 na segunda manga de qualificação, terminando na frente do campeão em título da Juvenil, Luís Alves (Sodikart), e de Rúben Silva (CRG), que chegou a discutir um lugar no pódio com Frederico Peters, até sofrer um pião na antepenúltima volta.

Luís Leão (FA) terminou a Final no sétimo lugar, enquanto Tomás Caixeirinho (CRG), João Mendes (Sodikart) – quarto classificado nas mangas – e o luso-moçambicano Pedro Perino encerraram o top 10.

Seguiram-se Miguel Silva (Kart Republic), Sérgio Rodriguez (Sodikart), Santiago Ribeiro (Birel ART), Diogo Martins (Birel ART), Gustavo Francisco (Madcroc), Manuel Soares (Kart Republic) e José Pedro (DR). Já Mariana Machado, uma das protagonistas das mangas, teve de correr com pneus slicks à chuva e terminou na 18ª posição da Final, na frente de Rodrigo Lessa (Tonykart) e de Rodrigo Leitão, pilotos que também não foram muito felizes na corrida decisiva.

Estreia vitoriosa de Adrián Malheiro na Juvenil

O Campeonato de Portugal de Karting da categoria Juvenil arrancou com 12 pilotos na prova de Viana do Castelo, num fim de semana onde a chuva acabaria por fazer a sua aparição na Final.

No sábado, o campeão em título da Cadete, Adrián Malheiro (Praga), estabeleceu a melhor volta dos treinos cronometrados ao rodar em 49,416s. Na primeira manga de qualificação, o piloto luso-espanhol teve problemas e rumou à box logo na segunda volta, deixando Ivan Domingues (Madcroc) e Lourenço Marques (estreia com o chassis Parolin) na discussão pela vitória.

Ivan Domingues ganhou a primeira manga, aproveitando também o ritmo acumulado nas recentes participações no WSK, onde compete num pelotão com mais de 90 pilotos. Lourenço Marques e Matilde Ferreira (Praga), vencedora do Open de Portugal da categoria Juvenil, também em Viana do Castelo, terminaram nas posições seguintes, mas Adrián Malheiro recuperou com um triunfo na segunda manga de qualificação, onde encetou excelentes duelos com Lourenço Marques e Ivan Domingues.

A corrida decisiva voltou a ser bastante animada, já que Malheiro, Domingues e Marques estiveram novamente em destaque na luta pela vitória, com o piloto luso-espanhol a assumir definitivamente o comando a quatro voltas do final. Na última fase da corrida a chuva alterou as condições de aderência e Lourenço Marques foi algo infeliz, fazendo um pião quando lutava com Ivan Domingues pelo segundo lugar, vindo a terminar no quinto posto. Atrás de Malheiro e Domingues, Miguel Couteiro (Mercury) conseguiu subir ao pódio neste arranque de época, terminando na frente de Pedro Rilhado (Sodikart), Lourenço Marques e Matilde Ferreira. Pedro Carvalho (Tonykart) foi o sétimo classificado na Final, seguindo-se o espanhol Guilhermo Acitores (Birel ART), Guilherme Alves (EKR), António Madeira (Parolin), Francisco Costa (Praga) e o azarado Tomás Martins (DR), que foi obrigado a abandonar na terceira volta.

José Pinheiro domina categoria Cadete

A primeira prova do Campeonato de Portugal Karting da categoria Cadete, que reuniu 18 pilotos, foi uma das mais interessantes de seguir em Viana do Castelo. No sábado, José Pinheiro (chassis Praga) foi o mais rápido nos treinos cronometrados ao estabelecer a marca de 52,316s. O jovem piloto de Guimarães garantiu a pole-position para a primeira manga de qualificação – disputada em nove voltas – e voltou a impor a sua rapidez sem qualquer oposição. A luta pelo segundo lugar foi intensa e, neste particular, João Gouveia (Praga) foi mais feliz, na frente de Santiago Alves (Madcroc), Manuel dos Santos (Parolin), Tiago Lima (Mercury) e António Santos (Kart Republic), que terminaram logo a seguir.

Na segunda manga de qualificação, o vimaranense José Pinheiro voltou a largar da ‘pole’ e bateu toda a concorrência, tendo sempre Santiago Alves no seu encalce. Na luta pela terceira posição, o mais forte foi António Santos, na frente de João Gouveia, Tiago Lima e Manuel dos Santos que cruzaram meta bem próximos uns dos outros.

Na Final, disputada à chuva, José Pinheiro arrancou da pole-position e dominou os acontecimentos nas 11 voltas, rubricando ainda a volta mais rápida em 56,962s.

A luta pelo segundo lugar foi bastante acesa entre quatro pilotos, tendo levado a melhor o madeirense António Santos, enquanto Santiago Alves completou o pódio. Logo a seguir, João Gouveia e o ‘rookie’ Pedro Moura (Praga) garantiram as quarta e quinta posições, respetivamente.

Rodrigo Vilaça (Tonykart) fez uma boa recuperação e foi um honroso sexto classificado, na frente de Noah Monteiro (FA), dos espanhóis Hugo Sanchez (Birel Art) e Diego Ferreira (Birel Art), e de Rodrigo Ferreira (Praga).

Tiago Lima foi 11º classificado, seguindo-se Manuel dos Santos, Martim Marques (Sodikart), Rodrigo Seabra (Sodikart), Pedro Cachada (Sodikart), Pedro Soares (Sodikart), Maria Germano Neto (Praga) e Diogo Caetano (Birel Art).

A primeira vitória de Guilherme Morgado

Na primeira prova da categoria Iniciação – karts equipados com motores Honda e chassis de escolha livre –, destinada a pilotos com idades entre 5 e os 7 anos de idade, o mais rápido nos treinos cronometrados foi José Maria Gouveia, com a marca de 1m20,299s, assegurando a pole-position para a primeira manga de qualificação. O piloto de Lisboa venceu as duas mangas de qualificação, na frente de Guilherme Morgado, Tomás Fernandes e Romeu Mello. Na primeira manga, Lourenço Rocha fechou o top-5, enquanto que na segunda foi Joana Lima a garantir o quinto lugar.

Na Final, disputada em cinco voltas e com a pista molhada, José Maria Gouveia largou da pole-position mas um pião fez com que caísse para o quinto lugar. O ‘rookie’ Guilherme Morgado assumiu a liderança e não mais a largou até à bandeira xadrez, festejando assim uma saborosa vitória na sua segunda prova oficial (depois da estreia no Open de Portugal).

Os estreantes Romeu Mello e Beatriz Costa completaram o pódio, o ‘rookie’ Filipe Rocha foi quarto classificado e Joana Lima fechou o top-5. O estreante Tomás Fernandes garantiu o sexto lugar, na frente de Tomás Alves e de José Maria Gouveia – autor da volta mais rápida, em 1m29,410s –, enquanto os ´rookies’ Adriana Araújo, João Pereira e Martim Campos terminaram, respetivamente, nas posições seguintes.

Foto: VVL Sport Image

Texto : Motor 24

Jornalista : Filipe Cairrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *